Vandalização do aeroporto do Huambo causa prejuízos de AKZ 20 milhões

0

Ao confirmar o facto hoje, quinta-feira, à ANGOP, o responsável da instituição aeroportuária, Abel Hossi Chissalukila, disse que a destruição do cerco de vedação vai obrigar as autoridades a repetirem os investimentos feitos para a reposição dos equipamentos danificados, quando tem outras responsabilidades, consubstanciadas na melhoria do bem-estar.
Abel Hossi Chissalukila informou que o perímetro vedado do Aeroporto Albano Machado corresponde a 14 mil metros quadros, espaço considerado necessário para a segurança das operações aeroportuárias.
Isto, explicou, pelo facto do espaço delimitado servir também à instalação de equipamentos diversos, tal como definem as regras internacionais de aviação civil, em relação as áreas de servidão de um aeroporto.
Referiu que muitos cidadãos construírem nas proximidades do perímetro de vedação, tida, também, como área de servidão do aeroporto.
Por isso, referiu que o Decreto Presidencial 1/15, de 06 de Março, define os serviços aeronáuticos em dois objectivos, nomeadamente a segurança das aeronaves, dos passageiros e das pessoas em terras, por um lado, e, por outro, a segurança dos meios de ajuda à navegação.
Este decreto, segundo o responsável, define igualmente que entre a linha central da pista e as laterais exista um espaço livre de mil e 300 metros e outros três mil e 200 de espaços livres de obstáculos para servir de protecção ao tráfego e criação de condições de equipamentos de ajuda à navegação.
Com vista a dissuadir tais acções, explicou que a instituição melhorou as condições de patrulhamento ao redor do mesmo, com a abertura de 13 quilómetros de picada.
O responsável disse ainda que, apesar do aeroporto está circundado pelos bairros do Sussi, Betel, Ngulonda, Sassonde I, II e III, Canvongue e Cavongue Alto, a maior parte dos actos de vandalismos foram realizados por cidadãos de outras zonas, segundo relatos obtidos a quando da detenção de cinco indivíduos encontrados em flagrante a cortar o cerco de vedação.
Sem apresentar dados comparativos em relação a 2018, o responsável lamentou o facto de muitos cidadãos, por sinal que mais reclamam sobre a gestão da cosia pública, não terem ainda a cultura de respeito social.
Perante esse quadro, o director do aeroporto disse que a instituição vai, além de realização trimestral de acções de sensibilização, primar pela responsabilização criminal dos infractores, com julgamento nas ombalas, para desencorajar tais práticas, assim como disponibilizar um número para denúncias anónimas.
Caracterização do Aeroporto Albano Machado
Com um voo diário da TAAG, excepto as segundas-feiras, e outro da companhia privada SJL, que voa quarta e sexta-feira, o aeroporto do Huambo, reinaugurado em 2011, movimenta, em média, cerca de 300 a 400 passageiros por dia.
A pista do aeroporto Albano Machado, construída em 1947, possui dois mil e 700 metros de cumprimento e 24 de largura. Na mesma estão ser montados sistemas de iluminação para receber voos nocturnos.
A província do Huambo, planalto central de Angola, ocupa uma extensão territorial de 35.771 quilómetros quadrados, onde vivem dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos em 11 municípios, que fazem das potencialidades agro-pecuárias a principal fonte de rendimento.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: