Sonangol abre concurso para venda do HCTA

0

A Sonangol abriu um concurso público para venda do Hotel de cinco estrelas Convenções de Talatona (HCTA), soube hoje a Angop.

Essa unidade hoteleira foi financiada pela Sonangol, num investimento de mais de 200 milhões de dólares.

O concurso público está aberto a entidades nacionais e estrangeiras, com o prazo da entrega das candidaturas fixado até 16 de Outubro às 11horas., de acordo com o anúncio da Sonangol publicado no Jornal de Angola.

O prazo para a apresentação das propostas dos candidatos será até 04 de Dezembro, também até às 11 horas.

Para participar, o concorrente deve pagar uma caução provisória de um milhão de dólares ou contravalor em kwanzas ao câmbio taxa do Banco Nacional de Angola (BNA).  

A avaliação das propostas, de acordo com o anúncio, vai primar por aquelas que se apresentem economicamente mais vantajosa, tendo em conta os factores do programa do concurso.

Outros activos por vender

Além do Hotel Convenções Talatona, no âmbito do Programa de Privatizações (Propriv) do Executivo angolano 2018-2022, que prevê alienar um total de 195 activos, a Sonangol prevê desinvestir em 19, de um total de 50 empresas participadas e activos, ligados aos sectores imobiliário, recursos minerais e petróleo, finanças, viagens e turismo, espalhados em diversos países.

De acordo com o plano, este ano 2020, a Sonangol prevê alienar as suas participações nas empresas Puma Energy Holdings (Singapura), na Sonandiets Services (Pamana) e combustíveis e óleos (São Tomé e Príncipe), esta última para 2021.

Nos Estados Unidos da América, a Sonangol vai vender a sua participação na empresa WTA- Houston Express e na França na WTA S.A, duas do ramo do turismo e viagens.  

Vai desfazer-se também dos activos na Cabo Verde-Sociedade de Investimentos e na China Sonangol Internacional Holding (Hong Kong).  

Outras participações e activos estão detidas em empresas angolanas no ramo da banca, telecomunicações, saúde, educação, construção civil, transporte, turismo, energia, recursos mineiras e petróleos.
Fonte: Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: