Produtos de biossegurança dominam vendas nas farmácias

0

Venda de produtos para prevenir as doenças respiratórias, incluindo materiais de biossegurança contra a Covid-19, estão em alta nas farmácias de Luanda.

A comercialização de produtos de biossegurança tem dominado as vendas nas principais farmácias da capital do país, confirmam os farmacêuticos ouvidos pelo NJ, que garantem não ressentirem da pressão que muitos sectores da economia está a atravessar devido à pandemia Covid – 19.

Máscaras, viseiras, luvas, álcool em gel e etílico são os produtos mais procurados pelos clientes na sequência da pandemia da Covid-19 e agora com chegada da época de cacimbo, explicaram os intervenientes. Avançando posteriormente, que os fármacos antigripais também têm sido muito solicitados, salientou a gestora da farmácia Maculusso, pertencente ao grupo Moniz Silva, que detém numerosas lojas de medicamentos em Luanda.

A funcionária que preferiu anonimato afirmou que o estabelecimento não se ressente ainda da pandemia da Covid-19, estando neste momento com níveis de vendas “minimamente normais”.

“Não sentimos nenhuma pressão sobre os produtos comercializados, pois temos uma oferta aceitável, a partir dos nossos fornecedores e os preços nem por isso são elevados, atendendo a qualidade dos medicamentos disponíveis”, sustentou a gestora.

Numa farmácia ao lado, o NJ apurou, por exemplo, que o frasco de 220 mililitros de álcool em gel tem sido comercializado ao público ao preço de 2.500 kwanzas, enquanto a unidade de máscaras descartável é vendida a 400 Kz. Contudo, neste último produto as vendas baixaram significativamente devido ao aumento da sua produção artesanal e o aumento das vendas no mercado informal com custos mais baixos.

NJ

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: