Polícia desmantela rede de tráfico de migrantes entre África e Espanha

0

A polícia espanhola deteve 26 pessoas que formavam uma rede criminosa que teria introduzido mais de 900 migrantes em Espanha em 2019, a partir da costa de Oran (Argélia) e Tânger (Marrocos) para as praias de Almeria e Cádiz em lanchas rápidas.

A organização desmantelada estava sediada na Argélia e nas províncias espanholas de Almeria e Alicante e, de acordo com a Direção-Geral da Polícia, esta atividade criminosa terá resultado em lucros de mais de um milhão de euros em 2019, uma vez que cobrava cada migrante entre 2.000 e 2.500 euros pela travessia marítima.

Além das 26 detenções (18 em Almeria, seis em Alicante e duas em Saragoça) a operação Trópico, que contou com a ajuda da Europol, localizou cinco endereços na província de Almeria e um na cidade de Alicante, onde foram encontrados cerca de 20.000 euros em dinheiro, 17 veículos, telemóveis e documentações falsificadas.
A parte da rede que operava na Espanha, com sede principalmente nas províncias de Almeria e Alicante, trabalhou em coordenação com os membros localizados na costa africana.
Assim, antes da partida das lanchas, os membros da organização localizada no território espanhol eram informados dos locais e horários aproximados de chegada ou do número de migrantes transportados.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: