PN deteve indivíduos responsáveis pelo roubo de material das linhas férreas colocando milhares de vidas em risco

0

Dois indivíduos que aliciavam crianças para furtarem os parafusos de fixação da linha de caminho-de-ferro do CFL (Caminho-de-Ferro de Luanda) a quem depois os compravam, foram detidos em flagrante por elementos da Polícia Nacional (PN).

A detenção destes dois indivíduos, cuja acção colocava em risco de descarrilamento os comboios e a perda de milhares de vidas que neles circulam diariamente, foi levada a cabo, a 27 de Dezembro, por elementos da Unidade de Protecção de Objectivos Económicos (UPOE), informou agora o serviço de comunicação do CFL.

No decurso das investigações, os agentes da UPOE deram de caras com duas crianças de oito anos de idade, no Bairro da Boavista, em Luanda, quando retiravam os fixadores da linha, que, de seguida, transportaram para o local onde os receptadores os aguardavam para comprarem o metal por valores irrisórios.

“O CFL alerta as Administrações Locais, as Unidades de Policia local e as autoridades para o perigo que constitui a continuação do furto deste tipo de material”, sublinham os CFL, acrescentando que se este tipo de furtos continuarem “poderá levar a qualquer momento ao descarrilamento dos comboios e a consequente perda de milhares de vidas humanas e do património público e privado”.

Face ao perigo evidente que constitui este tipo de actividade, os CFL apelam à “tomada de medidas urgentes tendentes a pôr cobro a este tipo de acções e à responsabilização dos mandantes”.

A UPOE foi criada no seio da Polícia Nacional para combater os roubos e furtos em infra-estruturas de importância estratégica para o país, como, por exemplo, as linhas de caminhos-de-ferro ou das linhas de transporte de energia eléctrica, como os denominados PT”s, com o fim de recolherem os metais que os incorporam para posterior venda, inclusive nos estrangeiro, como é o caso do cobre.

Fonte: NOVOJORNAL/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: