Petróleo nos EUA atinge valor negativo pela primeira vez na história

0

Crise provocada pela pandemia do novo coronavírus diminui a demanda pelo petróleo – e seus derivados – em todo o mundo

Os preços do Petróleo despencavam nesta segunda-feira, com os contratos futuros do WTI — valor de referência nos Estados Unidos  — recuando mais de 100%, para o menor nível da história, à medida que investidores se preocupam com a falta de locais de armazenamento e dados da Alemanha e do Japão indicam um cenário sombrio para a economia global.

O petróleo dos EUA caía mais de 100% para menos 7,30 dólares por barril. “É a primeira vez na história, desde 1946, que um contrato futuro de petróleo negocia com valor negativo na bolsa de Chicago [CME]. Está mais caro rolar o contrato de barril de petróleo de maio para junho do que zerar a operação e fazer de novo”, comenta Pablo Spyer, diretor da Mirae Asset. Já o petróleo Brent recuava 6,27%, a 26,32 dólares por barril, às 14h53

Os preços têm sido pressionados há semanas com a pandemia de coronavírus destruindo a demanda pela commodity.

A Arábia Saudita e a Rússia até chegaram a um acordo há mais de uma semana para cortar a oferta de petróleo em 9,7 milhões de barris por dia, mas isso não deve fazer com que o excesso de oferta global seja reduzido rapidamente

Os valores do petróleo Brent colapsaram em cerca de 60% desde o início do ano, enquanto o petróleo dos EUA recuou cerca de 85% no período, para níveis muito abaixo do ponto de equilíbrio (o chamado “break-even”) necessário a muitos produtores de “shale” (petróleo não convencional). Isso levou à interrupção de perfurações e a drásticos cortes de gastos.

Analistas disseram que as liquidações foram intensificadas pela iminente expiração do contrato de primeiro mês.

Reuters / Exame

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: