Paquistão passa barreira das 2 mil mortes pela Covid-19

0

Em discursos transmitidos pela televisão, o primeiro-ministro, ImranKhan, avisou os 220 milhões de habitantes que o país é demasiado pobre para entrar num confinamento total, o que devastaria a economia, já dependente de milhares de milhões de dólares de empréstimos de instituições financeiras internacionais.

Os profissionais de saúde do Paquistão apelaram a mais controlos e mais vigilância das diretivas de distanciamento social e condenaram a decisão do Governo de Khan de manter abertas as mesquitas, que têm sido um dos principais focos de novas infeções.

Para tentar conter a disseminação do novo coronavírus, o Governo de Islamabad ordenou o encerramento de mercados ao fim de semana e intensificou a vigilância em zonas onde se registaram surtos, com a imposição de quarentenas em bairros inteiros.

O Paquistão, de 220 milhões de habitantes, tem apenas 3.000 camas em unidades de cuidados intensivos.

As agências internacionais referem que o aumento de novos contágios no Paquistão ocorre depois de Imran Khan ter decidido aliviar as medidas de confinamento, apesar das recomendações dos peritos que defendiam a manutenção das restrições para conter a propagação do vírus.

Os críticos culpam Khan por diminuir as restrições relacionadas com a pandemiade covid-19 prematuramente.

O Governo declarou que o vírus se espalhou porque as pessoas não aderiram às medidas de distanciamento social.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 397 mil mortos e infetou mais de 6,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.474 pessoas das 34.351 confirmadas como infetadas, e há 20.807 casos recuperados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde, divulgado hoje.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou a ser o que tem mais casos confirmados, embora com menos mortes.

Fonte: NM/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: