Obras da nova sede da CNE começam na próxima semana

0

As obras da nova sede da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) arrancam na próxima semana e a empreitada terá a duração de 18 meses, adiantou, ontem em Luanda, o porta-voz da instituição, Lucas Quilundo, no final de uma reunião plenária que reapreciou o programa de actividades para o ano em curso.

Orçada em 44 milhões 731 mil e 750 dólares, a empreitada estará a cargo da empresa Mitrelli Group, Ltd e inclui a construção do Centro de Escrutínio Nacional. Com a construção da nova sede, no bairro Coqueiros, em Luanda, a CNE deixa, por um lado, de ter instalações compartilhadas com outras entidades públicas e privadas, incluindo residências particulares, e passará a poupar dinheiro, pois deixará o arrendamento.

Lucas Quilundo adiantou que a sessão de hoje serviu, igualmente, para avaliar os resultados das missões do presidente da CNE, Manuel Pereira da Silva, às províncias Bié, Huambo, Uíge, Malanje, Lunda Norte, Benguela e Namibe. No encontro, a CNE debruçou-se sobre o estado dos edifícios sede das comissões provinciais eleitorais que ficaram por inaugurar em 2014, bem como a situação das estradas.

“Num período de eleições, é importante que as vias estejam boas para que a CNE não tenha dificuldades na sua acção”, sublinhou o porta-voz. Os comissários da CNE receberam informações sobre a perca de mandato de Cecília Maria, como membro da Comissão Municipal Eleitoral (CME) de Caluquembe (Huíla) e de Monteiro Eliseu como comissário da CME de Tchicala-Tcholoanga (Huambo), por assumirem funções que são incompatíveis com o estatuto da Comissão Nacional Eleitoral. O impacto da pandemia da Covid-19 também esteve em análise na plenária de ontem da CNE.

JA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: