Ngangula regista quatro casos de abuso sexual/dia

0

Os serviços de urgência do hospital Augusto Ngangula, em Luanda, registam diariamente três a quatro casos de abuso sexual contra crianças, informou hoje, segunda-feira , a directora de enfermagem daquela, Esperança Paulino Caqueta.

Em declarações à Angop sobre “os cuidados a ter com as crianças para evitar os abusos sexuais”, fez saber que muitas crianças chegam desfiguradas no ponto de vista genital e, são levadas a cirurgia devido as lacerações graves de terceiro grau.
A técnica, que manifestou-se preocupada, frisou que esses casos acontecem em todas as classes sociais e muitos no próprio seio da família, mostrando-se indignada com o facto.

Mencionou que o abuso sexual por parte de um membro da família é uma forma de incesto e pode resultar em trauma psicológico, o mais sério, e de longo prazo, especialmente no caso de incesto parental.

Segundo a directora de enfermagem, se uma criança na sua interacção com os elementos significativos (família e outros), durante a sua infância, vive momentos de desprotecção, violência, desprezo, agressão e abuso da sua fragilidade e inocência, acarretará no futuro acções e desvios comportamentais, cognitivos e emocionais, que poderão demorar toda uma vida a sarar.

“As famílias devem ter uma maior vigilância e dialógo com os seus filhos, e acabar com os tabus, muitas crianças desaparecem vão para a rua, ficam dispersas aos seus cuidados sujeitas a tudo”, apelou.

É de opinião que essas práticas podem carregar várias consequências, entre elas a depressão, transtorno de stress pós traumático, propensão a mais vitimização na idade adulta, ansiedade, infertilidade em caso de infecção, entre outras.

De acordo com a responsável, muitas crianças, infelizmente, além de serem violadas ainda contraem doenças sexualmente transmissíveis, porque são abusadas por pessoas doentes e drogadas.

Fez saber que essas crianças por norma passam por uma psicóloga no gabinete do utente no hospital devido os traumas que carregam após o acto.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: