“Nascer Livre” vai brilhar com segurança em sete províncias do centro e sul

0
Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço (à esquerda) na inauguração do Laboratório regional de virologia molecular em Benguela
Foto: António Lourenço (Angop)

Um laboratório regional de virologia molecular, com capacidade para analisar 42 amostras por dia, foi inaugurado esta sexta-feira na província de Benguela, pela primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço.
O laboratório equipado com técnicos e equipamentos de ponta vai atender sete províncias da região centro e sul do país (Benguela, Bié, Cunene, Cuanza-sul, Huambo, Huíla e Namibe), com exames de carga viral para diagnóstico precoce infantil, evitando com que as crianças expostas esperem 18 meses para fazer uma análise definitiva de sua condição serológica.
A inauguração dos serviços que vai ainda permitir a monitorização da eficácia do tratamento com anti-retrovirais particularmente em gestantes, enquadra-se na campanha “Nascer Livre para Brilhar”, levada a cabo pela primeira-dama da República, que visa proteger a transmissão do HIV da Mãe para o filho, bem como vem dar resposta aos desafios da província.
Segundo a nota que a Angop cita, a meta do plano operacional para a prevenção da transmissão do VIH de mãe para filho em 2019/21, prevê reduzir de 26 porcentos para 14 o número de crianças de mães seropositivas que nascem com VIH, o que representa um grande marco para a campanha “Nascer livre para brilhar”.
A tecnologia molecular aplicada ao VIH permite identificar a carga viral no bebé à partir de 4-6 semanas após o nascimento, ao contrário dos 18 meses necessário para se identificar se a criança está infectada ou não pelos métodos convencionais de serologia.
Na ocasião, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, enalteceu o empenho da primeira-dama da república na campanha, pois o laboratório para além de resolver inúmeros problemas vai garantir que os pacientes com diagnóstico tenham a carga viral suprimida com o tratamento.
Para garantir o funcionamento do laboratório e do equipamento, a organização ABBOTT patrocinadora da máquina, promoveu igualmente uma acção formativa aos profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros e técnicos de diagnóstico das sete províncias focais, em matérias de procedimentos para exames de carga vira desde a colheita, transporte das amostras até a utilização dos resultados.
A campanha “Nascer livre para brilhar”, foi lançada em Angola no ano de 2018 na província do Moxico, a qual é liderada pela primeira-dama da república, Ana Dias Lourenço, que reforça o compromisso político das Nações Africanas de acabar com a SIDA na infância até 2030 e manter as mães saudáveis.
Testemunharam a inauguração, o governador provincial de Benguela, Rui Falcão, o secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, a esposa do governador e madrinha da campanha na província, Vanda Andrade, e directores provinciais da Saúde das sete províncias.
Ainda durante a sua estadia nas terras das Acácias rubras, Ana Dias Lourenço, visitou igualmente as carruagens clínicas do CFB, Caminhos de Ferro de Benguela e no final procederá a entrega de Certificados aos Técnicos Formados no Sistema de Carga Viral e Diagnóstico Infantil Precoce (DPI).

TPA com Angop/AF

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: