Médicos cubanos aptos para assistir população- Ministra da Saúde

0

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou, nesta quarta-feira, em Luanda, que os médicos cubanos distribuídos pelas unidades sanitárias provinciais e municipais gozam de boa saúde mental e física.

O país recebeu, a 10 do corrente mês, um reforço de mais de 200 profissionais cubanos, entre médicos e outros especialistas da área de saúde para se juntarem na luta contra a Covid-19.

Entretanto, após testarem contra a doença, uma especialista da área de estatística acusou positivo, isso depois de cumprir 14 dias de quarentena no seu país, Cuba, e sete em Angola.

Em função disso, a ministra apelou à população para ficar calma e serena, tendo em conta que os médicos testaram negativo e, mesmo assim, ainda vão cumprir a quarentena institucional nas regiões em que estarão colocados.

“Foram numa situação segura. Todos os outros profissionais que estavam no hotel onde houve o caso positivo ficaram cá, em Luanda, para uma questão de observação”, assegurou.

Sílvia Lutucuta reiterou a necessidade de se manter a calma e confiar. “O nosso sistema de vigilância não vai facilitar”, reforçou.

O contingente de 256 médicos cubanos está a ser distribuído pelos 164 municípios do país.

Com este caso aumenta para 25 o número de casos positivos no país, com dois mortos e seis recuperados (dois dos quais com alta médica).

Para a prevenção e combate à Covid-19, Angola observa, desde as 00h00 do dia 11 de Abril, um novo período de Estado de Emergência, que deve vigorar até as 23h59 do dia 25 de Abril.

Trata-se da prorrogação dos primeiros 15 dias do regime excepcional, decretado pelo Presidente da República, a 27 de Março último.

Na base da medida, segundo as autoridades nacionais, está o facto de se manterem os mesmos riscos de propagação da pandemia.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: