Malária causa 139 mortes no I trimestre em Malanje

0

Cento e 39 pessoas, entre crianças e adultos, morreram durante o primeiro trimestre deste ano na província, vítimas de malária, um aumento de 20 em relação ao período homólogo de 2019, segundo o supervisor provincial do Programa de luta Contra a Malária, Luís Demba.

Em declarações à Angop, a propósito do Dia Internacional de Luta Contra a Malária, que hoje se assinala, o responsável informou que de Janeiro a Março deste ano foram notificados 203 mil e 600 novos casos de malária, mais 79 mil 749 em relação ao período homólogo de 2019.

Do total de casos diagnosticados, as crianças menores de cinco anos foram as mais afectadas, com 79 mil 209 casos notificados e 65 mortes, bem como dos seis aos 14 anos de idade, com um registo de 68 mil 676 casos e 27 óbitos.

Entre os adultos, foram diagnosticados 63 mil 705 novos casos e 47 óbitos.

Malanje, Cacuso, Calandula, Cangandala, Luquembo e Mucari figuram dos municípios com mais casos registados no primeiro trimestre, estando na base disso o débil saneamento básico e o não uso de mosquiteiro.

A par disso, Luís Demba referiu que o programa de luta anti-larval enfrenta escassez de insecticida, condicionando assim uma resposta mais incisiva no combate à doença.
Face ao aumento exponencial do número de casos, disse que o Gabinete Provincial da Saúde está a trabalhar na dinamização do programa anti-larval, através da pulverização intra e extra-domiciliar, associada à contínua sensibilização das comunidades sobre as medidas de prevenção contra a malária, através da higienização das ruas e dos domicílios.

Malária é uma doença infecciosa febril aguda transmitida pela picada da fêmea do mosquito anopheles infectada por plasmodium, cuja prevenção passa pelo uso de mosquiteiros e repelentes, bem como combate as larvas dos mosquitos e outras práticas de saneamento básico.

Os sintomas mais comuns são o calafrios, febre as vezes altas, dores de cabeça e musculares, taquicardia, aumento do baço e em alguns casos o delírio.
Com vista a reconhecer o esforço global para o controlo da doença, o Dia Internacional de Combate à Malária foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2007.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: