Liga dos Campeões: Petro procura regresso à fase de grupos 18 anos depois

0

Dezoito anos depois, o Petro de Luanda procura esta sexta-feira o regresso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos em futebol, quando defrontar, no Uganda, o Kampala City, para a segunda mão da última eliminatória.

Os angolanos vão ao jogo de resposta em busca de um triunfo ou empate com golos, resultados que os permitiriam atingir a fase de grupos, tal como aconteceu em 2001, ano em que chegaram às meias-finais, etapa em que foram eliminados pelo Mamelodi Sundows, aos penalties, por 3-5.

Naquela edição, depois de um “brilharete” no grupo B, em que terminou na primeira posição, com 12 pontos, à frente de equipas já conceituadas em África, nomeadamente o Al Ahly Egipto (12 pontos) e Asec Mimosas da Cote d’Ivoire (10 pts), a formação do Eixo Viário não teve “competências” para suplantar os sul-africanos nas meias-finais.

Na primeira partida, os petrolíferos, orientados tecnicamente pelo brasileiro Djalma Cavalcanti (já falecido), perderem no terreno do adversário, por 0-2, e na resposta venceram pelo mesmo resultado, no estádio da Cidadela. Nas grandes penalidades a turma que veio das terras de Nelson Mandela levou a melhor.

Antes da fase de grupos, o Petro de Luanda disputou duas eliminatórias, em que deixou para trás o Fovu Club dos Camarões e o Etoile do Congo Brazzaville, com agregados de 5-4 e 6-3, respectivamente.  

Embora o empate nulo na primeira mão e à ausência de atacantes de referências, por não estarem inscritos para esta competição, designadamente Tony, Dolly Menga, Yano e Jacques Tuyissengue, o Petro de Luanda seguiu para a cidade de Kampala movido no espírito de 2001, rumo à fase de grupos.

Os atletas apresentam-se igualmente motivados face aos dois triunfos no campeonato nacional, frente ao Sagrada Esperança da Lunda Norte (1-0) e Ferrovia do Huambo (2-0).

Para o desafio desta sexta-feira, o treinador Toni Cosano levou os seguintes jogadores: Elber, Gerson, Wilson, Mussa, Eddie Afonso, Karanga, Diógenes, Tó Carneiro, Além, Job, Pikas, Dany, Isaac Mensah, Ladilson Diógenes, Herenilson e Bugos.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: