Karadzic faz recurso contra prisão perpétua

0

O ex-líder dos sérvios na Bósnia, Radovan Karadzic, recorreu ontem da pena de prisão perpétua anunciada pelo Tribunal Penal Internacional das Nações Unidas, sob a acusação de genocídio e crimes de guerra, de 1992 a 1995.

“O Presidente Radovan Karadzic recorreu da sentença de prisão perpétua” anunciada no julgamento de quarta-feira passada, declarou o advogado do líder sérvio, Peter Robinson, num comunicado divulgado pelo Mecanismo de Tribunais Penais Internacionais (MTPI).
Os juízes do MTPI irão agora decidir se aceitam ou não o pedido de revisão da sentença, inicialmente fixada em 40 anos de prisão, devido aos crimes cometidos nos conflitos que sucederam à desintegração da Jugoslávia em 1991, após as independências unilaterais da Eslovénia e Croácia.
Radiovan Karadzic é o mais alto responsável em julgamento, após a morte do antigo Presidente sérvio, Slobodan Milosevic, que enfrentava o mesmo processo pelo conflito na ex-República Jugoslava entre os exércitos muçulmano, sérvio e croata, com um balanço de mais de 100 mil mortos e 2,2 milhões de refugiados.
Em 2017, e numa das suas últimas deliberações, o Tribunal Penal internacional para a ex-Jugoslávia, encerrado naquele ano, condenou também a prisão perpétua por acusações semelhantes o ex-comandante militar dos sérvios bósnios, general Ratko Mladic, que recorreu da sentença.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: