Jovens voltam a protestar em Luanda

0

Mais de cinco centenas de jovens manifestaram-se nesta quinta-feira, no Largo 1º de Maio, em Luanda, em protesto contra o aumento do custo de vida em Angola.

A manifestação, terceira realizada na capital do país entre Novembro e Dezembro, decorreu sem confrontos entre os manifestantes e a Polícia Nacional.

Durante o protesto, os manifestantes, muitos dos quais sem máscaras e outros meios de biossegurança, exigiram ao Executivo a realização de Eleições Autárquicas em 2021.

Exigiram, igualmente, novas medidas para combater o desemprego, reduzir o preço dos produtos da cesta básica, além de melhorias na qualidade dos serviços de saúde em Angola.

No protesto, que partiu do largo adjacente ao Cemitério da Santa Ana até ao largo 1º de Maio, os jovens reivindicaram também melhorias visíveis no fornecimento de água e energia eléctrica.

Em declarações à ANGOP, um dos manifestantes, André da Costa, afirmou que o objectivo foi alcançado, tendo saudado a postura e o trabalho da Polícia Nacional no asseguramento do acto.

“Hoje tivemos uma manifestação pacífica e com liberdade”, exprimiu.

Entretanto, a Polícia Nacional declarou no final da manifestação, em conferência de imprensa, que foram registados actos de vandalização à estátua do primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: