Instagram quer acabar com filtros que simulam cirurgias plásticas

0

A Instagram vai remover todos os filtros de Realidade Aumentada (RA) que promovam ou alterem a cara dos utilizadores de forma a parecer que estes fizeram uma cirurgia plástica. De acordo com a BBC, filtros que simulem o efeito de uma injeção de botox, uma ritidectomia (“facelift” no termo em inglês) ou outro tipo de preenchimentos cirúrgicos vão ser retirados da rede social para prevenir causar transtornos à saúde mental dos utilizadores.

Um porta-voz da rede social disse ao canal inglês que esta medida pretende promover o bem estar dos utilizadores, confirmando que está a ser feita uma «avaliação das políticas de utilização da plataforma» para tornar a «experiência dos filtros positiva para as pessoas».

Sublinhou ainda que «no processo de reavaliação das políticas vão ser removidos alguns efeitos da galeria que estejam associados à cirurgia plástica, bem como vai ser bloqueada a aprovação de futuros efeitos desta natureza na plataforma.»

Em agosto uma atualização de software na app da Instagram permitiu que os utilizadores criassem os seus próprios efeitos visuais, por exemplo, animações e filtros faciais feitos à medida, que podem ser posteriormente utilizados para alterar conteúdos de vídeo ou fotográficos.

Alguns dos efeitos mais populares, como o “Plastica”, tornam possível recriar um caso extremo de cirurgia plástica, ou o “FixMe”, que coloca na face do utilizador as marcações habitualmente feitas pelos cirurgiões na cara do paciente antes da operação ser feita.

À BBC, o criador da “FixMe”, Daniel Mooney, disse que a app «foi feita apenas para criticar a prática de cirurgia plástica e mostrar quão pouco atraente o processo pode tornar-se». «A minha intenção não era mostrar uma imagem “perfeita”, tal como se pode constatar no resultado final.»

Mooney afirma ainda que «enquanto as páginas de pessoas que fazem cirurgias plásticas foram as mais seguidas na Instagram, o problema vai continuar e remover este tipo de filtros não vai combater o problema. Embora a remoção esteja já em curso a Instagram conta que não sabe em quanto tempo vai dar o processo por concluído.

Fonte: Exame Informatica/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: