Governo russo prepara filme sobre histórica Batalha do Cuito Cuanavale

0

As autoridades russas estão a preparar um filme sobre a Batalha do Cuito Cuanavale, informou nesta terça-feira, em Luanda, o embaixador daquele país em Angola, Vladimir Tararov.
Em declarações à imprensa, no final do encontro com o Presidente da assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, o diplomata russo informou que as autoridades do seu país já aprovaram a produção do mesmo.
O filme documentário, segundo Vladimir Tararov, vai retratar a forma como o regime do Apartheid preparou uma das seis bombas atómicas que possuía, para ser usada na Batalha do Cuito Cuanavale.
Fez saber que, no filme, os telespectadores poderão ver entrevistas dos militares sul-africanos e a confirmação de que os políticos impediram que fosse utilizada a bomba atómica contra o Estado angolano.
A Batalha do Cuito Cuanavale foi o maior confronto militar da Guerra Civil de Angola, ocorrido entre 15 de Novembro de 1987 e 23 de Março de 1988.
O confronto teve lugar no Sul de Angola, na região do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango, entre os exércitos de Angola (FAPLA) e Cuba (FAR) contra a UNITA e o exército sul-africano.
O evento tornou-se o ponto de viragem na guerra que já durava há vários anos, incentivando um acordo entre sul-africanos e cubanos, para a retirada das tropas e a assinatura dos Acordos de Nova Iorque, que deram origem à implementação da resolução 435/78, do Conselho de Segurança da ONU.
O acordo levou, também, à independência da Namíbia e ao fim do regime de segregação racial (Apartheid) que vigorava na África do Sul.
A data de 23 de Março foi adoptada pelos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), como o Dia da Libertação da região, com fundamento na Batalha do Cuito Cuanavale, em que os russos foram actores preponderantes.

TPA com Angop/

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: