Fundo de Fomento Habitacional afere prontidão para as vendas no Zango 5

0

O Conselho de Administração do Fundo de Fomento Habitacional (FFH) está empenhado nas derradeiras averiguações relativas aos pressupostos básicos e necessários para vender residências em projectos habitacionais públicos como o Zango 5, um processo para o qual está prevista a abertura de inscrições para arrendamento e compra (por renda resolúvel) primeira quinzena deste mês.

O Jornal de Angola apurou de uma fonte daqueles serviços que os pormenores técnicos para as inscrições, a serem levadas a cabo por intermédio de um portal na Internet, estão criados para que os candidatos à obtenção de apartamentos e vivendas concorram em igualdade de circunstâncias, mas o anúncio do arranque do processo depende da constatação “in loco”, da existência de infra-estruturas auxiliares.

A fonte revelou o decurso, desde sexta-feira, de trabalhos de campo para a verificação das condições, com equipas que também integram altos responsáveis da Imogestin, empresa responsável pela triagem dos candidatos habilitados ao aluguer e compra dos imóveis, ao que se segue uma conferência de imprensa para esclarecer todos os detalhes em torno do processo.
De acordo com a fonte, o objectivo do trabalho de campo é evitar que os futuros utentes das unidades habitacionais se confrontem com dificuldades inerentes ao incumprimento de determinadas cláusulas contratuais por parte dos empreiteiros, as quais podem resultar em constrangimentos para quem pretende obter casa própria num ambiente mais confortável.
“Enquanto entidade vocacionada para implementar os projectos de desenvolvimento urbanísticos sob tutela do Estado, o FFH procura aferir a qualidade do trabalho levado a cabo pelos empreiteiros, assim como a existência das redes técnicas que configuram garantias para uma boa qualidade de vida dos utentes, ao passo que a comercialização e gestão é uma tarefa exclusiva para empresas especializadas, neste caso, a Imogestin”, frisou a fonte.
Tal facto foi reiterado por um alto funcionário do Gabinete de Comunicação e Imagem da Imogestin, que aproveitou para desencorajar as pessoas que, nos últimos tempos, têm optado por fazer uma campanha de especulação sobre o processo para a obtenção das moradias, tendo aconselhado os interessados a entrarem no portal da empresa na Internet de forma a obter todo o tipo de informação credível.
Esta última fonte recordou que apenas estão habilitadas à compra de imóveis ( por renda resolúvel), pessoas que ainda não tenham adquirido em processos anteriores. A comercialização das habitações pode ser feita por três modalidades: para o público, grandes empresas públicas e as grandes empresas privadas.
Durante a curta permanência da nossa reportagem nos escritórios da companhia, foi possível constatar um significativo número de populares que, junto da Secretária da Direcção Comercial da Imogestin, procurava obter todo tipo de informações em torno da tramitação para se habilitar ao concurso público, para o qual a abertura do processo de inscrição (15 de Janeiro) foi anunciada na inauguração da centralidade do Zango 5, em finais de 2020.
A centralidade do Zango 5 foi inaugurada a 19 de Dezembro pelo Presidente da República, João Lourenço, constituindo-se num projecto que, concebido para 47.784 habitantes, tem 7.964 habitações.
Edificada no sudeste da cidade de Luanda, no município de Viana, a Centralidade do Zango 5 inclui moradias isoladas e geminadas do tipo T 3, em edifícios com dois e três pisos. Os primeiros moradores receberam as chaves em Outubro de 2018.
Quando esteve no Zango 5, em Dezembro, o Presidente João Lourenço inaugurou, também, uma escola primária com 24 salas de aula, das seis existentes no perímetro, com o que a centralidade conta, no ano lectivo que inicia em Fevereiro, com mais de 11 mil vagas estarão disponíveis.
Está prevista para 2020 a entrada em funcionamento de três escolas primárias e um complexo escolar para alunos da 7ª à 12ª classe, um Instituto Politécnico e um Técnico Médio de Saúde.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: