Festival de Cinema de Roterdão selecciona dois filmes angolanos

0

Escrito, produzido e rodado no país pela Geração 80, o filme “Ar Condicionado”, que faz parte da categoria “Bright Future”, terá a estreia mundial no IFFR, algo que, para a organização do festival, “prova que o cinema artístico em Angola está ‘vivo e de boa saúde’.”
A história do filme começa “quando os ares-condicionados da cidade de Luanda começaram misteriosamente a cair.” “Matacedo (guarda) e Zezinha (empregada doméstica) têm a missão de recuperar o aparelho do chefe. Essa missão leva-os à loja de materiais eléctricos semi-abandonada do kota Mino, que está a montar, em segredo, uma complexa máquina de recuperar memórias”, lê-se na sinopse do filme, disponível no site da Geração 80.
Antes de “Ar Condicionado”, Fradique, um dos fundadores do Geração 80, que nasceu em 1986, realizou os curtas-metragens “Kiari” (2007) e “Alambamento” (2010) e o documentário “Independência” (2015).
O filme de Kiluanji kia Henda foi seleccionado, na secção “Deep Focus Short” do festival, que organiza um segundo perfil curto sobre o trabalho do cineasta e artista visual angolano.
Os curtas-metragens deste realizador estão profundamente enraizados na política e na história angolana, mas, ao mesmo tempo, contêm elementos mágicos surpreendentes.
“Não há luz dentro do espelho”, por exemplo, segue um homem que sofre de traumas relacionados com a guerra que tenta fugir da sua própria sombra e, em “Havemos de Voltar”, um artefacto histórico fica senciente e recusa-se a ser um objecto ao serviço da história por mais tempo.
Na página da rede social Facebook, o autor escreveu o seguinte: “Boa tarde comunidade! Foi com a maior alegria que recebi a notícia, que o curta-metragem que realizei este ano intitulado ‘Não existe luz dentro do espelho’ (2019), foi seleccionado para a 49ª edição do International Film Festival Rotterdam, na secção ‘Deep Focus Short’, de 22 de Janeiro a 2 de Fevereiro de 2020.”
Concluiu: “Quero agradecer de coração à maravilhosa equipa que participou, e tem participado nesta aventura, na realização do curta-metragem que foi filmado exclusivamente dentro do edifício Kimba Sec, também conhecido por Treme-Treme. Agradeço nomeadamente ao Lubazandyo LB Mpemba, Orlando Sérgio, Tatiana Jane, Adalberto Ferreira (Toy Boy), Lee Bogotá, Ery Claver, Carlos Bessa, Mehak Vieira, Francisco Ogando e Miguel Hurst.”
O IFFR anuncia os 21 curtas-metragens seleccionados para o concurso de curtas-metragens de Ammodo, sendo 15 estreias mundiais (festivais), cinco estreias internacionais e uma estreia europeia. Um júri composto por Nathanja van Dijk, Safia Benhaim e Greg de Cuir Jr. decide os vencedores de três prémios iguais.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: