Facebook admite aceder à localização mesmo sem autorização

0

Foi numa carta enviada a senadores dos Estados Unidos que o Facebook admitiu que tem acesso à localização dos utilizadores mesmo quando não é dada autorização.

O site The Hill teve acesso ao documento e detalhou a prática, “após pressão dos senadores Christopher Coons e Josh Hawley, que questionaram as políticas de rastreamento da empresa de Mark Zuckerberg”.

No documento, o Facebook assume que é capaz de identificar a localização dos utilizadores da plataforma através de informações que vão sendo partilhadas, tais como vídeos, identificações ou anúncios no marketplace. Mas há mais. A empresa de Zuckerberg consegue ainda aceder à localização através do endereço IP do dispositivo que usa.
Rob Sherman é o vice-diretor da privacidade da empresa que assinou o documento e justificou esta estratégia da empresa com a necessidade de direcionar as publicidades exibidas. A rede social mostra esses conteúdos de acordo com a cidade ou a região em que o utilizador se encontra, mesmo que o serviço de localização tenha sido desativado.
Este documento causou mal-estar no seio dos senadores que recorreram ao Twitter para enviar farpas.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: