Equipamento de preparação física regista uma procura sem precedentes

0

Uma procura sem precedentes de acessórios de preparação física registou-se nas superfícies comerciais de referência de Luanda, na semana passada, quando as medidas de contenção da propagação da pandemia da Covid-19 impostas pelo estado de Emergência, que vigora desde 27 de Março, foram ligeiramente aliviadas, permitindo a abertura do comércio em horário parcial.

Em contactos com gerentes comerciais, o Jornal de Angola apurou que, apesar da venda alimentos da cesta básica ter mantido relevante importância, consumidores tenderam a comprar uma vasta gama de acessórios de preparação física como pesos, barras, esteiras rolantes e outros que permitem elaborar programas de treino sem sair de casa.

De acordo com os funcionários da CasaCom, uma unidade que se destaca no comércio de mobília e electrodomésticos de alto padrão, em Talatona, as vendas têm decrescido devido à conjuntura que o país enfrenta, mas a empresa conseguiu efectuar uma percentagem de vendas de equipamento de ginásio domiciliar nunca antes registada.

“Qualquer situação de crise apresenta sempre novas oportunidades de negócios que permitem fazer uma análise profunda do comportamento do mercado. Desta forma, constatamos uma procura muito grande por equipamentos tais como esteiras rolantes, pesos, barras fixas, cordas elásticas, assim como outros que antes eram vendidos a ritmo lento. O nosso stock está esgotado, mas continuamos a receber clientes interessados na sua obtenção”, disse um dos funcionários.

As operadoras de distribuição de conteúdos digitais por satélite e telecomunicações criaram mecanismos para que os clientes não necessitassem de sair de casa para resolver as questões mais elementares, tais como pagamentos e todo tipo de informação, com os balcões concentrados na resolução de problemas técnicos e emissão de novos pacotes.

JA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: