Em que país americano o direito de voto é mais exercido?

0

 

Enquanto o suspense se prolonga para saber quem será o novo presidente dos Estados Unidos, uma coisa em que os analistas concordam é que essas eleições já são uma das mais concorridas da história americana. De acordo com as estimativas de 4 de Novembro do projecto de pesquisa dos EUA No Projecto Eleições, a participação eleitoral ultrapassaria dois terços do eleitorado do país norte-americano, já que 66,5% dos cidadãos com direito a voto teriam votado na terça-feira passada. A alta afluência fica evidente se a comparamos com outros países latino-americanos, principalmente se levarmos em conta que nos Estados Unidos o voto é opcional, ou seja, as pessoas não são obrigadas a votar. Em 5 de Julho, por exemplo, cidadãos dominicanos foram convocados às urnas para eleger seu novo presidente e apenas 55,3% dos eleitores registados neste país cumpriram seu dever cívico, obrigatório em República Dominicana, segundo dados do Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral (IDEA). A participação eleitoral nos Estados Unidos também ultrapassaria a registada nas eleições presidenciais mexicanas de 2018, onde 63,4% dos eleitores registados votaram, também apesar de ser obrigatório no México. No entanto, o líder indiscutível da participação eleitoral no continente americano é o Uruguai. Nas eleições presidenciais de 2019, pelo menos nove em cada dez uruguaios inscritos nos cadernos eleitorais votaram. As eleições bolivianas que deram a Luiz Arce o vencedor em 18 de Outubro também obtiveram uma das maiores taxas de participação do continente nos últimos anos, de 88,4%.

Fonte:https://es.statista.com/gráfico

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: