Dom Maurício Camuto é o novo bispo de Caxito

0

O Papa Francisco nomeou, ontem, o padre espiritano Maurício Agostinho Camuto, até então director-geral da Rádio Ecclesia, bispo da Diocese de Caxito, em substituição de Dom António Francisco Jaca, transferido no dia 26 de Março de 2018 para bispo da Diocese de Benguela.

O anúncio da nomeação do novo bispo da Diocese de Caxito foi feito pela Nunciatura Apostólica de Angola.

Em declarações à imprensa, Dom António Francisco Jaca, colega de seminário do novo bispo e administrador apostólico, disse que a Diocese de Caxito fica em boas mãos, esperando das populações o mesmo apoio que recebeu durante a sua missão apostólica. Dom Tirso Blanco, bispo da Diocese do Luena, destacou, por sua vez, as qualidades do novo pastor, sublinhando que a Rádio Ecclesia perde um grande jornalista, mas a Igreja ganha um bom pastor.

Nas suas primeiras declarações à Rádio Ecclesia, pouco depois de tomar conhecimento da nomeação pelo Papa Francisco, Dom Maurício Camuto disse que, antes de mais, pretende conhecer a realidade eclesiástica da diocese, prometendo, todavia, não defraudar as expectativas de cristãos e não cristãos da província do Bengo.

Dom Maurício Agostinho Camuto nasceu a 26 de Dezembro de 1963, no Golungo Alto, província do Cuanza-Norte. Foi ordenado sacerdote em 28 de Julho de 1991 e consta no seu currículo o cargo de reitor do Seminário Propedêutico dos Padres Espíritas, na Diocese de Malanje, reitor do Escolástico dos Padres Espíritas, nas Dioceses do Huambo e Benguela.

Foi também coordenador da Comissão de Comunicação Social da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST).
Caxito foi erguida em nova Diocese pelo Papa Bento XVI a 6 de Junho de 2007, juntamente com a Diocese de Viana, ambas constituídas a partir do território da Arquidiocese de Luanda. A então igreja paroquial de Santa Ana foi erecta em Catedral de Caxito, sendo o seu primeiro bispo Dom António Francisco Jaca.

A Igreja Católica em Angola está dividida em quatro arquidioceses – Luanda, Huambo, Lubango e Malanje – e conta com um total de 14 dioceses, nomeadamente Benguela, Cabinda, Caxito, Dundo, Cuito-Bié, Luena, Mbanza Kongo, Menongue, Ndalatando, Ondjiva, Saurimo, Sumbe, Uíge e Viana.

Fonte:JA/LA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: