Curto circuito na base do incêndio no Hospital Geral do Lobito

0

O incêndio que ocorreu na manhã desta segunda-feira nos sectores de farmácia e do depósito de medicamentos no Hospital Geral do Lobito (HGL), em Benguela, durante cerca de uma hora, teve origem “provável de um curto-circuito na instalação eléctrica”, disse ao Jornal de Angola o Administrador Municipal, Nelson de Jesus.

“Por volta das 7horas da manhã registamos a presença de fogo e fumo nos sectores de farmácia e do depósito de medicamentos e pedimos a intervenção dos bombeiros municipais e da corporação do Porto do Lobito que rapidamente agiram e controlaram a situação”, disse o Administrador.

Em declarações exclusivas ao Jornal de Angola, Nelson de Jesus referiu que enquanto se procede ao balanço dos danos a nossa preocupação é acomodar os serviços de farmácia noutra área a fim de garantir o funcionamento da unidade hospitalar, referiu.

 O incêndio de grandes proporções destruiu, a farmácia e um depósito de medicamentos sem causar vítimas. Tanto na farmácia, quanto no depósito de medicamentos, eram visíveis os prejuízos deixados pelo incêndio que deflagrou naquela unidade hospitalar. Centenas de caixas de diversos medicamentos e de material gastável foram destruídos, incluindo o tecto.

TPA com Angop/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: