Cultura preserva valor excepcional de Mbanza Kongo

0

O Ministério da Cultura e seus parceiros estão empenhados em manter a integridade e autenticidade do acervo do centro histórico de Mbanza Kongo, província do Zaire, inscrito na lista do Património Mundial da Unesco em 2017.
Essa afirmação foi feita hoje, sexta-feira, à Angop, na cidade de Mbanza Kongo, pelo director nacional dos Museus do Ministério da Cultura, Ziva Domingos, tendo frisado que esta estratégia tem o objectivo de evitar que os bens históricos percam o seu valor universal e excepcional.
Desta forma, ressaltou, evita-se também o perigo de o centro histórico de Mbanza Kongo ser relegado à lista de incumpridores do património.
“A dinâmica pretendida é para se evitar que entremos na lista vermelha do Comité do Património Mundial da Unesco”, enfatizou.
Defendeu a necessidade de se manter intacto o valor universal e excepcional dos bens culturais que levaram a inscrição de Mbanza Kongo à lista do Património Mundial.
Lembrou que uma das medidas executadas para se concretizar esse projecto foi a assinatura de protocolo de cooperação, em Outubro de 2019, entre o Ministério da Cultura com a Embaixada da França em Angola e a petrolífera TOTAL.
No quadro deste acordo, destacou, foram abertas duas linhas de financiamento, no valor inicial de 300 mil euros, para reforçar a estratégia do programa de preservação destes bens culturais.
Ziva Domingos, que chefiou uma equipa composta por técnicos do Ministério da Cultura, da Embaixada de França em Angola e da petrolífera TOTAL, trabalhou durante três dias na província do Zaire.
Mbanza Kongo, a actual capital da província do Zaire, foi o centro político e administrativo do antigo Reino do Kongo, fundado no século XIII e cuja influência abarcava, além da zona norte de Angola, os actuais territórios da República Democrática do Congo (RDC), República do Congo e o do Gabão.
O centro histórico de Mbanza Kongo, inscrito na lista do Património Cultural da Unesco, ocupa uma área de 89,29 hectares, ao passo que a zona tampão estende-se numa área de 622, 16 hectares.

Fonte: Angop/AF

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: