Covid-19: Tunísia confirma primeiro caso em homem regressado de Itália

0

O ministro da Saúde tunisino, Abdellatif Mekki, confirmou hoje o primeiro caso positivo de infeção com o novo coronavírus, tornando a Tunísia no quarto país da África afetado pelo vírus, depois da Argélia, Egito e Nigéria.
Segundo o ministro, o paciente é um cidadão tunisino, de 40 anos, que regressou de Itália de barco no passado dia 27 de fevereiro.
As autoridades de saúde têm a seu cargo o doente, que foi colocado em quarentena em casa com a sua família, que o acompanhou durante a viagem, explicou a mesma fonte.
Horas antes, o Observatório Nacional de Doenças Novas e Emergentes revelou que a Tunísia analisou, até ao momento, 565 viajantes e que 346 ainda permanecem sob controlo médico, aguardando resultados.
Além da Tunísia, no continente africano foram identificados três países afetados pelo novo coronavírus: Argélia (três casos de infeção), Egito (dois) e Nigéria (um).
O surto de Covid-19, detetado em dezembro de 2019, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.000 mortos e infetou mais de 87 mil pessoas, de acordo com dados reportados por 60 países.
Das pessoas infetadas, mais de 41 mil recuperaram.
Além de 2.873 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

Fonte: NM/AF

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: