Covid-19: Multiperfil já tem centro de tratamento

0

A Clinica Multiperfil, em Luanda, conta com um Centro de atendimento exclusivo de pacientes que testarem positivo ao Covid-19. A informação foi dada ontem, pelo presidente do Conselho de Administração daquela unidade sanitária.

Em declarações à Rádio Nacional de Angola, Belmiro Rosa disse que o centro de atendimentos de pacientes com Covid-19 tem capacidade para 25 doentes, mas presentemente apenas cinco camas estão preparadas com respiradores e prontas para receber eventuais casos positivos de coronavírus. O Presidente do Conselho de Administração da

Multiperfil salientou que, mais do que os respiradores, são necessários os fatos de protecção individual, sublinhando que cada vez que um profissional entrar para uma sala ou enfermaria deve utilizar um fato e quando sair o equipamento é inutilizado.

“No mínimo, por dia, o profissional pode utilizar 10 fatos de protecção individual, em três dias serão necessários 30 fatos por cada profissional”, explicou.
Segundo Belmiro Rosa, os contactos com o Ministério da Saúde estão bem avançados no que concerne à aquisição de mais equipamentos. Acrescentou que dentro de alguns dias, a Multiperfirl vai receber outros equipamentos para que o centro de tratamento de pacientes com Covid-19 possa funcionar em pleno.
Belmiro Rosa frisou que a criação do centro permitiu que fossem organizadas seis equipas de 10 elementos para fazerem face a todos os casos positivos da Ccovid-19 que derem entrada na Clínica Multiperfil.

Formação de médicos

O Ministério da Saúde deu início, ontem, à formação de médicos não intensivistas para poderem ajudar, de forma eficiente, no combate à pandemia da Covid-19. Ao proceder a abertura de primeiro ciclo de formação, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucta, disse que a situação da pandemia da Covid-19 no país implica a mobilização de todos os recursos humanos especializados, bem como a participação activa de todos os profissionais da área.
A coordenadora da formação, Lídia Dembe, disse que numa primeira fase estão a ser formados 500 médicos intensivistas, só para a província de Luanda.
Na província de Luanda os médicos estão a preparados no Centro de Formação da Clinica Multiperfil, nas instalações do INEMA e na Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto.

JA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: