Covid-19: Mais de 200 jovens activistas beneficiam de formação

0

Duzentos e 40 jovens activistas voluntários beneficiam a partir de hoje, terça-feira, em Luanda, de uma formação de formadores sobre prevenção à doença do novo coronavírus (covid-19).

Em declarações à imprensa, o chefe de departamento do Instituto Nacional da Juventude, Adérito Sambo, referiu que a acção formativa, de dois dias, congrega jovens de todos os municípios e distrito de Luanda.

A acção formativa, apontou, visa levar junto das comunidades informações relativas à covid-19, bem como a necessidade de se observar o cumprimento das medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias nacional e internacional.

Fez saber que os jovens voluntários, depois de formados, vão ainda levar a cabo campanhas de consciencialização das comunidades a nível dos locais públicos, paragens de táxi e porta-a-porta, com a distribuição de cartilhas e demonstrações práticas sobre as formas de prevenção da covid-19.

Segundo o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda, o plano de contingência traçado pelo Estado angolano tem quatro eixos principais, designadamente a vigilância epidemiológica, laboratorial e sanitária, a gestão de casos, a logística e o quarto eixo é a comunicação.

“É neste âmbito da comunicação que promovemos, em conjunto, com o Ministério da Juventude e Desporto e o Instituto Angolano da Juventude a formação de activistas que, por sua vez, vão educar a comunidade sobre a situação do covid-19”, referiu.

Franco Mufinda falou ainda que a difusão da informação possibilitará a maior prevenção por parte da comunidade, uma vez que terão conhecimentos necessários.

Por sua vez, o secretário de Estado da Juventude, Fernando João, considerou que a formação vai munir os activistas voluntários de conhecimento que poderão levar as ruas, duas vezes por semana, no sentido de explicar para as comunidades as medidas acertadas de prevenção da covid-19

Referiu ainda que o país vive um momento desafiante a nível da saúde pública e urge a necessidade de unir sinergias no sentido de intensificar as campanhas de sensibilização junto das comunidades.

Para a activista Marta João, a acção formativa vem em tempo oportuno e como cidadã angolana sentiu-se na necessidade de prestar o seu calor em prol de um bem maior.

Angola regista até ao momento 186 casos de infecção por novo coronavírus, 99 de casos activos, 77 recuperados e 10 óbitos.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: