Covid-19: Luanda com mais um posto de testagem

0

A capital do país conta, desde hoje (sábado, dia 6) com um novo laboratório para a testagem de cidadãos suspeitos da covid-19, elevando para seis o número desse equipamento nessa circunscrição.

O mesmo é afecto à clínica Luanda Medical Center, acreditado pelo Ministério da Saúde, com uma capacidade de processar 180 amostras por dia, segundo o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda.

Ao actualizar os dados sobre a covid-19 em Angola, o secretário de Estado referiu que, nas últimas 24 horas, esse novo laboratório privado já processou 147 amostras, com resultados negativos.

O novo equipamento clínico junta-se aos outros de biologia molecular, instalados no Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS), Hospital Militar, Hospital Esperança, Clínica Girassol e no Instituto Nacional de Luta contra a Sida.

De acordo com Franco Mufinda, com o surgimento de novos laboratórios o país aumenta a sua capacidade de testagem, processando assim mais de 500 amostras/dia.

Até Março último, o país possuía apenas um laboratório nacional de biologia molecular para a testagem da covid-19.

Amostras colhidas

Até ao momento, os laboratórios já existentes receberam onze mil e 285 amostras, das quais dez mil e 343 processaram negativas, 88 positivas e 854 ainda em processamento.

Depois de cinco dias consecutivos sem novos infectados, Angola voltou a registar mais dois casos positivos, nas últimas 24 horas, implicando dois menores, de 11 e 14 anos de idade, relacionados com os casos 26 e 31, respectivamente.

Contrariamente aos casos positivos, registou também a recuperação de três pacientes da mesma família, designadamente o pai, de 38 anos de idade, a mãe (36) e o filho (um ano), residentes no condomínio Infinity, em Talatona.

Assim sendo, segundo o Boletim Epidemiológico, o país contabiliza 88 casos positivos, dos quais 24 recuperados, quatro óbitos e 60 infectados activos, estando um paciente em cuidados especiais.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: