Covid-19: Funcionários de centros de quarentena rejeitam lavar roupa de internados

0

Funcionários da área de higiene de diferentes centros e hotéis de Ondjiva, na província do Cunene, que albergam cidadãos em quarentena institucional, no quadro das medidas de combate à propagação da Covid-19, estão a rejeitar a lavagem das roupas de cama e de quarto dos internados, alegadamente por temerem o contágio da doença.

A revelação foi feita ontem pela coordenadora adjunta da Comissão provincial multissectorial de combate à Covid-19, Soraia Kalongela, que manifestou preocupação face ao comportamento das trabalhadoras dos centros de quarentena.Apelou a organização no sentido de se encontrarem soluções para fazer face a esse tipo de estigma.

Segundo Soraia Kalongela, que é igualmente vice-governadora do Cunene para o sector político económico e social, os trabalhadores ameaçam inclusive colocar os seus empregos à disposição. “Há rejeição de lavagem de roupa das pessoas em quarentena, quer nos hotéis como nos centros. Há que se encontrar uma saída para isso, pois os cidadãos a cumprirem esse isolamento precisam de trocar de roupa”, rematou a responsável.

JA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: