Covid-19: Ernesto Muangala quer rigor nos postos de controlo interprovinciais

0

O governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, apelou ontem, quinta-feira, aos efectivos destacados nos vários postos de controlo interprovinciais, nos troços que ligam a província que dirige a Malanje, rigor no combate a violação da cerca sanitária.

No âmbito das medidas de prevenção e combate a propagação da covid-19, o Estado angolano impôs uma cerca sanitária à província de Luanda, por até, ao dia 16 do mês, ter sido a única que tinha o registo de casos positivos da pandemia que já infectou 166 cidadãos em Angola.

Mas tal pretensão, de evitar que o vírus se propague em outras regiões, foi frustrada quando três cidadãos decidiram romper a cerca e deslocar-se à província do Cuanza Norte, acabando por levar o vírus àquela circunscrição.

Por esta razão, Ernesto Muangala apelou aos agentes no sentido de impedirem actos de corrupção para que seja barrada a entrada na Lunda Norte de cidadãos provenientes ilegalmente de Luanda.

Apelou para a tomada de medidas rígidas contra os agentes que permitirem tal violação, tendo em conta os riscos que representam o contágio da pandemia.

Ernesto Muangala pediu a colaboração dos cidadãos na denúncia destes casos e da violação das fronteiras com a República Democrática do Congo (RDC).

Orientou a administração municipal do Cuilo a redobrar as medidas de prevenção ao longo da fronteira com a RDC, bem como as campanhas de sensibilização e mobilização da população para o uso obrigatório de máscaras e a lavagem regular das mãos com água e sabão.

O município do Cuilo está localizado ao longo da Estrada Nacional 230, que liga a província da Lunda Norte a Malanje, Cuanza Norte, Bengo e Luanda. Faz fronteira com a província do Kwango (RDC), onde já há registo de casos positivos.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: