Covid-19: Endiama doa material de biossegrança

0

A Empresa de Diamantes de Angola (Endiama E.P) doou, hoje, diverso material de biossegurança, medicamentos e ventiladores ao Ministério da Saúde (Minsa), com vista a apoiar a luta contra a covid-19 que assola o país desde Março.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, agradeceu o gesto da companhia diamantífera pública, salientando que os meios vêm juntar-se a outros que têm chegado diariamente ao país, adquiridos à China pelo Estado angolano, para equipar as unidades sanitárias nacionais.

“Vamos partilhar tudo o que estamos a receber com as nossas unidades sanitárias a nível nacional. A protecção dos nossos profissionais, dos doentes e seus acompanhates, nesta altura, é uma grande prioridade. Assim, vamos evitar que mais profissionais se infectem”, frisou.

Neste sentido, a também porta-voz da Comissão Multissectorial para Resposta à Pandemia da covid-19 augura que a doença seja vencida o mais depressa possível, por temor ao seu impacto nesse período de cacimbo e pelo facto de a mesma ter já entrado em zonas vulneráveis, a exemplo do bairro Hoji-ya-Henda, em Luanda.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração da Endiama E.P, José Manuel Ganga Júnior, informou que a doação se circunscreve-se em três conjuntos de material a ser entregue, avaliado em 5 milhões e 400 mil dólares americanos, constituído por equipamento de biossegurança.

“Temos medicamentos e outros meios que vem da China no dia 10 (de Junho) e cerca de 50 ventiladores, sendo essa a primeira entrega de uma variedade de equipamento de biossegurança, incluindo máscaras, luvas, dentre outros”, descreveu o responsável.

Pelo terceiro dia consecutivo, o quadro epidemiológico angolano manteve inalterado, com o registo de 86 casos positivos de covid-19, quatro óbitos, 18 recuperados e 64 casos activos. As autoridades sanitárias nacionais seguem 456 casos suspeitos.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: