Covid-19: Cesta básica vai incluir produtos do campo

0

Produtos do campo como a batata doce, o milho, a mandioca, a banana, o feijão e o massango foram aprovados, hoje, nesta cidade, para integrarem a cesta básica para apoiar as mais de cinco mil famílias carenciadas do municipio de Moçâmedes, provincia do Namibe.

A decisão de incluir estes produtos no habitual “lote alimentar” que as familias necessitadas têm recebido da Administração Municipal saiu do encontro que este orgão administrativo manteve com os  produtores do sector agrícola.

Neste encontro, o administrador do município de Moçâmedes, Carlos Sã, salientou que, no âmbito do combate à pobreza, o Governo Central tem alocado mensalmente 25 milhõees de kwanza para a compra de doações, que têm servido para acudir as populações mais carenciadas nesta fase da covid-19.

“Como temos cooperativas agrícolas organizadas que produzem horticolas, cereais e tuberculos, então pensamos em inserir estes alimentos na cesta básica das nossas familias e assim melhorar a sua dieta alimentar, sobretudo, neste momento em que vivemos com essa pandemia”, justificou o responsável.

Garantiu que as familias carenciadas estão todas cadastradas e identificadas, e que com a ajuda dos agricultores estes produtos poderão já nas proximas doações fazerem parte da cesta básica alimentar.

Na ocasião, o consultor de desenvolvimento local no Namibe, Pafala Sucumula, realçou que o Namibe possui terras fértis e propícias para o cultivo de variedades de produtos, como a mandioca, o milho, a batata doce, o feijão e banana e, com isso, poder-se dar resposta ao combate à fome.

O consultor disse ainda que os agricultores neste encontro foram exortados a primar pelo maior  cultivo da batata doce, a julgar pelos valores nutricionais que ela possui. “É  necessário incentivar-se a produção da mesma. Nós precisamos de juntar as enérgias em parceria com o PRODESI (…)”, sublinhou.

O município de Moçâmedes está situado no sudoeste de Angola,  com uma extensão territorial de oito mil e 916 metros quadrado e conta com uma população estimada em 247 mil habitantes.

Fonte: Angop/ BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: