Covid-19: Amostras do Cassenda em análise

0

 Processo de análise de 100 amostras de casos suspeitos de covid-19 colhidas no bairro Cassenda, distrito urbano da Maianga (Luanda), iniciou ontem(quarta-feira), informou o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Depois do Cassenda, as autoridades sanitárias vão processar 300 amostras do distrito Urbano do Futungo (município do Talatona), segundo o responsável, que apresentava o quadro epidemiológico da covid-19 em Angola, nas últimas 24 horas.

O bairro Cassenda, a par do distrito urbano do Futungo (município de Talatona) está, desde o dia 05 do corrente, em “cerca sanitária extraordinária”, devido ao diagnóstico de oito casos positivos, o total de ambas regiões.

A cerca sanitária foi decretada para conter a propagação da contaminação local da covid-19, impedindo a entrada e saída de pessoas nessas circunscrições.

Nesta condição está igualmente o bairro Hoji-Ya-Henda, comuna do município do Cazenga (província de Luanda), local em que se despoletou um caso positivo de um cidadão da Guiné Conacry (conhecido como “caso 31”), que possui mais de 75 contactos.

Franco Mufinda disse estarem em quarentena institucional, em todo o país, 803 pessoas, tendo obtido alta 41 delas, sendo que, por províncias, Luanda liberou três, Cunene (30), Cabinda (3), Uige (3), Malanje (1) e Zaire (1).

INIS

O Instituto Nacional de Investigação em Saúde processou, até à data, 5978 amostras, das quais 45 positivas e 5521 negativas, estando 412 em processamento.

CISP

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 77 chamadas, três das quais alertas de casos de covid-19.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: