Covid-19: ACNUR distribui mais de duas mil máscaras

0

Duas mil e quinhentas máscaras de tecidos foram distribuídas no fim-de-semana findo às comunidades circunvizinhas do campo de refugiados do Lóvua, província da Lunda Norte, visando a prevenção e o combate à propagação da Covid-19.

Durante a distribuição das máscaras, uma iniciativa do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a população foi sensibilizada a cumprir com as medidas impostas pelas autoridades angolanas, para conter a pandemia.

De acordo com o responsável de comunicação e imagem do escritório do ACNUR na Lunda Norte, Omotola Akindípe, foram, igualmente, distribuídos nas comunidades baldes com torneiras e panfletos com informações sobre as formas de contágio da pandemia e a sua prevenção.

Para além das máscaras, mais de mil pessoas beneficiaram de produtos da cesta básica, kits de higiene e aconselhamento médico.

Por outro lado, informou que três escolas foram adaptadas como centro de quarentena institucional, para atender a possíveis casos positivos ou suspeitas do novo coronavírus.

Caso seja diagnosticado um paciente com esta pandemia, indicou que existe uma ambulância para transferir os pacientes para o Hospital de Campanha, para os devidos tratamentos.

Os mais de seis mil refugiados albergados no campo do Lóvua beneficiam, regularmente, de exames médicos para medir a hipertensão arterial, identificar doenças respiratórias agudas e sintomas compatíveis aos do novo coronavírus.

Angola soma 183 casos positivos, 97 dos quais activos, 77 recuperados e nove óbitos, sendo 118 de contaminação local.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: