Como começou o dia de greve geral em França? O caos já se faz sentir

0

É o décimo terceiro dia de greve nos transportes e esperam-se novamente fortes distúrbios esta terça-feira, com manifestações em várias cidades francesas como forma de protesto contra a mudança da lei das pensões e sem fim à vista. O dia de hoje prevê-se com dificuldades pois está marcada a possibilidade de uma paralisação total do país, com greves convocadas por todos os sindicatos.

Durante o dia de ontem a paralisação provocou mais de 600 quilómetros de trânsito acumulado no regresso a casa, tendo os maiores problemas sido registados nos acessos à capital. Às 7h40 de hoje, o Le Parisien já dava conta de 291 quilómetros de filas na Ile-de-France, bem menor do que na segunda-feira à mesma hora, onde já se contavam 430 quilómetros. Há ainda oito linhas de metro fechadas, 1 TGV a cada 4 e 1 comboio suburbano a cada 5.

As previsões da RATP, empresa de transportes da região de Paris, e da SNCF, empresa ferroviária, dão a entender um dia difícil nos transportes, especialmente na região de Paris. No aeroporto de Toulouse-Blagnac já foram cancelados quase 25 voos.

Ainda em Paris, pelas 13h30 (12h30 em Lisboa) está marcada uma marcha desde a Place de la République. Edouard Philippe, o primeiro-ministro francês, já confirmou que irá receber os sindicatos e os empregadores na quarta-feira a partir das 14h30 (13h40 em Lisboa).

Os protestos já espoletaram uma renuncia, a de Jean-Paul Delevoye, o arquiteto da proposta de reforma do sistema de pensões. O alto-comissário francês demitiu-se na sequência de acusações de conflito de interesses por ter omitido outras funções que acumulava.

Hoje professores, advogados, magistrados, médicos e profissionais da saúde, bem como outros funcionários públicos, além de trabalhadores de todos os transportes vão juntar-se na greve ilimitada –  que ameaça durar até ao final do ano, sem pausas nem tréguas para as viagens de Natal e passagem de ano. Várias universidades já anunciaram que vão adiar os exames de final de ano.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: