Cidadãos estrangeiros que tenham estado na China não podem entrar nos EUA

0

O presidente norte-americano suspendeu temporariamente a entrada nos Estados Unidos de cidadãos estrangeiros que tenham viajado para a China, de acordo com o anunciado pela Casa Branca esta sexta-feira, citado pelo New York Times.

Esta medida, tomada no âmbito do surto do coronavírus, vai impedir todos os cidadãos estrangeiros que tenham estado na China de entrar no país, com a exceção de familiares diretos de cidadãos americanos e residentes permanentes.
Mais ainda: a partir do dia 2 de fevereiro, todos os cidadãos norte-americanos que estejam a voltar para o país depois de visitar a província de Hubei nos 14 dias anteriores terão que ficar obrigatoriamente de quarentena durante o período de incubação (14 dias).
Quem tiver estado noutras zonas da China nos 14 dias anterior ao seu retorno será sujeito a “testes” e até 14 dias de monitorização e isolamento voluntário.
Todos os voos oriundos da China serão desviados para um número reduzido de aeroportos, entre eles o Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova Iorque, o Aeroporto Internacional O’Hare, em Chicago, e o Aeroporto Internacional de São Francisco.
Recorde-se que o Departamento de Estado norte-americano elevou o nível de alerta, recomendando aos cidadãos norte-americanos para não viajarem para a China e aconselhando aqueles que estivessem no território chinês a abandonarem aquele país. As autoridades solicitaram igualmente que todos os funcionários não essenciais da administração dos Estados Unidos adiassem qualquer deslocação à China.
As autoridades chinesas criticaram as recomendações transmitidas pelos Estados Unidos aos respetivos cidadãos, afirmando que o conselho norte-americano para não viajar ou abandonar o território chinês é inapropriado.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: