Cães farejadores vão ser treinados para detetar novo coronavírus

0

A entidade sem fins lucrativos Medical Detection Dogs (cães de detecção médica) já treinou cães para detetar o cheiro da malária, do cancro da próstata e da doença de Parkinson.

Cães farejadores especializados na deteção de doenças irão ser testados de modo a entender se são capazes de identificar o sars-cov-2, o novo coronavírus causador da atual pandemia da doença da Covid-19, avança um artigo publicado pela BBC. 

A entidade sem fins lucrativos Medical Detection Dogs (cães de detecção médica) já treinou cães para detectar o cheiro da malária, do cancro da próstata e da doença de Parkinson.

A organização pretende realizar testes com o vírus na Universidade de Durham e na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM), ambas no Reino Unido.

Claire Guest, a diretora da ONG, afirma que é premente averiguar como “capturar com segurança o odor do vírus dos pacientes”.

“A princípio, temos certeza de que os cães poderiam detectar a covid-19”, disse à BBC. 

“Método rápido e eficaz”

Se tal for cientificamente comprovado, os cães podem ser usados para rastrear qualquer pessoa, incluindo aquelas que estão contaminadas mas permanecem assintomáticas, por outras palavras – não manifestam nenhum sintoma. 

“Seria um método rápido, eficaz e não invasivo e garantiria que os recursos limitados de testes dos hospitais e clínicas sejam usados apenas onde forem realmente necessários”, contou Guest.

O professor James Logan, diretor do departamento de controle de doenças da LSHTM, disse que a pesquisa mostrou que os cães podem detetar o odor da infeção da malária com um nível de precisão “acima dos padrões da Organização Mundial de Saúde para um diagnóstico”.

Para que os animais comecem a ser treinados, no entanto, ainda falta a conclusão dessas pesquisas iniciais.

Fonte: N.M/JS

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: