Bitcoin consome mais eletricidade do que países inteiros Bitcoin

0

Apesar de sua popularidade crescente, a criptomoeda mais famosa do mundo é controversa, entre outras coisas, devido à grande quantidade de energia que requer. De acordo com o Índice de Consumo de Eletricidade Bitcoin da Universidade de Cambridge, estima-se que o bitcoin consuma aproximadamente 143 terawatts-hora (TWh) de eletricidade por ano, mais do que muitos países e cerca de 0,65% do consumo global de eletricidade. Uma comparação da Visual Capitalist também mostra que ele consome muito mais energia do que algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo. Em comparação, a Noruega consome cerca de 124 TWh de eletricidade, enquanto o Chile consome 74 TWh por ano. Na verdade, se o bitcoin fosse um país, seria a 27ª nação com a maior demanda de energia do planeta. E é que um dos aspectos mais marcantes das moedas digitais é a quantidade de eletricidade necessária para que as transações de compra e venda sejam realizadas. Nestes, que são realizados por meio de um processo denominado mineração, os internautas voluntários registram os movimentos do mercado de forma descentralizada graças à tecnologia Blockchain. É esse processo que faz com que o consumo de energia do bitcoin seja maior do que o de muitos países industrializados.

Fonte: https://es.statista.com

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: