Benguela recebe sete médicos cubanos

0

Sete médicos cubanos de várias especialidades chegaram na tarde desta terça-feira à província de Benguela para reforçar a acção das unidades sanitárias, no âmbito do combate à covid-19.

Trata-se de um grupo faz parte de um total de 12 médicos cubanos de várias especialidades que vão reforçar a força de trabalho nas unidades sanitárias dos diversos municípios de Benguela.

Logo após a sua chegada, a comitiva passou por um processo de rastreio de temperatura e de cadastramento, rumando depois para o palácio local, onde foi recebida pelo governador e coordenador da Comissão Provincial Interministerial de Combate a Covid-19, Rui Falcão.

Em declarações à imprensa, o director provincial da saúde, António Cabinda, disse que a partir desta quarta-feira, 22, os médicos começam a ser distribuídos para que possam assegurar o sistema de saúde nestas unidades sanitárias.

Segundo o responsável, trata-se de médicos de medicina-geral integral, microbiologistas e estatísticos.

António Cabinda explicou que, nesta fase, desembarcaram apenas sete porque os demais ainda não receberam os resultados das amostras que estão a ser analisadas pelo laboratório de biologia molecular.

“Os outros cinco ainda aguardam pelo resultado dos testes e podem chegar a qualquer momento”, referiu.

António Cabinda  manifestou satisfação pelo comportamento da população no que respeita ao acatamento das medidas de confinamento social, frisando que está mais sensibilizada e consciente.

 “Até a cidadã de 22 anos de idade que estava em quarentena institucional, por violar a quarentena domiciliar, teve já alta, em virtude do seu teste laboratorial ter resultado negativo, mas ainda assim vai continuar em quarentena domiciliar”, explicou.

O responsável desaconselhou a divulgação de notícias falsas, alarmistas, que provocam o pânico na população, solicitando que se divulgue apenas a verdade e importante para se vencer a pandemia.

Fonte: Angop/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: