Bancos comerciais e petrolíferas aderem ao FXGO

0

Um grupo de 23 bancos nacionais e 8 empresas do sector dos petróleos e gás aderiram a plataforma electrónica de negociação de moeda estrangeira, denominada “FXGO”, a ser disponibilizada pela Bloomberg no mercado nacional.

O serviço contratado pelo Banco Nacional de Angola (BNA) possibilita a negociação em tempo-real entre vendedores e compradores de moeda estrangeira sendo as taxas de câmbio livremente negociadas entre as partes.

A mesma plataforma permite  que a parte que inicia a compra ou venda de moeda estrangeira possa ter acesso a ofertas de várias contrapartes ao mesmo tempo e escolher a melhor.

De acordo com o Banco Central, a plataforma traz assim maior eficiência e transparência ao mercado cambial.

A plataforma publica também as taxas de câmbio de mercado actualizadas em tempo real, baseada nas transações realizadas através da plataforma e outra informação relevante recolhida.

No quadro deste processo, com base no  Instrutivo Nº2/2020, de 30 de Março que define os procedimentos operacionais de negociação através da referida plataforma, o  BNA garante, em breve, publicar regulamentação que determina que as empresas com actividade no sector diamantífero deverão também negociar as suas operações cambiais através da referida plataforma.

Com este instrumento, o BNA quer  que   empresas de grande dimensão com necessidades de compra de moeda estrangeira, como, por exemplo, empresas de navegação aérea, passem a aceder à plataforma FXGO para negociar as suas operações cambiais.

Por outro lado, ainda segundo o BNA,  encontra-se em curso o processo de adesão à plataforma FXGO pelo Tesouro Nacional, permitindo que as suas vendas de moeda estrangeira sejam também negociadas directmente com os bancos comerciais através da referida plataforma.

Concluída a adesão das entidades acima referidas à plataforma FXGO, adianta, estarão reunidas as condições para deixar de realizar leilões de vendas de moeda estrangeira, intervindo apenas no mercado cambial, através da referida plataforma, comprando ou vendendo moeda estrangeira, conforme o caso, para efeitos de reforço ou redução das reservas internacionais ou de correcção da taxa de câmbio.

O BNA considera a implementação desta plataforma um passo muito importante no desenvolvimento do mercado cambial de Angola, pois irá aproximar o seu funcionamento ao de outros mercados de referência, com benefícios significativos de eficiência e transparência.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: