Banco alemão financia projectos em Okavango

0

O Governo alemão, por intermédio do banco de capitais públicos KFW, disponibiliza mais de 800 mil euros para a construção de infra-estruturas de acomodação dos fiscais ambientais dos parques nacionais de Mavinga e Luengue-Luiana, no Cuando Cubango, em desembolsos inseridos na Área Fronteiriça de Conservação Okavango/Zambeze (ATFC-KAZA).

O presidente do Conselho de Administração da Agência Nacional de Gestão da Região do Okavango (ANAGERO), Rui Lisboa, que forneceu estas informações ao Jornal de Angola, considerou o Governo alemão como o principal financiador do projecto Okavango/Zambeze, elevando, com o novo desembolso, as ajudas até agora disponibilizadas a 2,25 milhões euros.
Essa soma, avançou Rui Lisboa, foi empregue na aquisição de viaturas, equipamentos de campo e de sistemas de comunicação, o que permitiu melhorar a capacidade operativa dos fiscais no interior dos parques de Mavinga e Luengue-Luiana e reduzir significativamente a caça furtiva.
Destacou, ainda, um financiamento de 250 mil euros destinado à implementação do Projecto de Agricultura de Conservação na localidade do Luiana, o qual permitiu mitigar a carência de alimentos que a população enfrentava.
O presidente do Conselho de Administração referiu que a componente angolana do projecto Okavango/Zambeze ainda tem muitos constrangimentos, sendo necessário trabalhar na organização de construção de infra-estruturas sociais básicas para, depois, desenvolver a região com recurso a investimentos públicos e privados.
Rui Lisboa anunciou que as vias de comunicação ao longo da componente angolana do projecto internacional (envolve a Namíbia, Botswana, Zâmbia e Zimbabwe) já estão totalmente desminadas, o que tem permitido a livre circulação de pessoas e bens.
As áreas remanescentes são desminadas “a breve trecho”, afirmou Rui Lisboa, o que disse que vai permitir implantar infra-estruturas, nomeadamente, estradas, energia, água e telecomunicações, para que Angola possa ombrear com os restantes membros do projecto.

Agricultura de conservação
O director executivo da Associação de Conservação do Ambiente e Desenvolvimento Integrado Rural (ACADIR), António Chipita, lembrou à nossa reportagem que o KFW já tinha financiado, em 2016, um projecto de agricultura de conservação que implementado até ao ano passado, envolvendo 250 agricultores de três cooperativas.
O projecto foi executado num espaço de 210 hectares, em benefício das comunidades que residem no parque nacional do Luiana, com as actividades orientadas pelos ministérios do Ambiente e do Turismo.

Alho exportado para Namíbia e Zâmbia

Mais de 100 toneladas de alho foram colhidas na campanha agrícola 2019/2020 no Pólo Agro-pecuário do Licua, a 211 quilómetros da sede municipal de Mavinga, Cuando Cubango, tendo a Namíbia e a Zâmbia como principais mercados, anunciou o Gabinete Provincial da Agricultura.
António Vicente fez essas declarações no final de uma deslocação do governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, ao Pólo Agro-pecuário do Licua, na última quarta-feira, para avaliar os níveis de produção agrícola e as dificuldades que os camponeses daquela localidade atravessam.
Anunciou que na segunda época da presente campanha agrícola prevê-se o aumento da área de cultivo de alho em mais de 30 hectares, visto que os camponeses têm o cultivo da hortícola como a principal fonte de rendimento, comercializando nos mercados da Namíbia e Zâmbia.
“Os camponeses têm como preferência o mercado namibiano e zambiano pelo mau estado das vias de acesso que ligam por estrada a comuna do Licua com outras regiões do Cuando Cubango”, disse.
Este ano, é esperada, também, uma colheita de 100 toneladas de milho, uma vez que, no Pólo Agro-pecuário do Licua, foram preparados 60 hectares (50 para a produção de milho e 10 para o alho), o que, no próximo ano agrícola é elevado para 500 hectares, nos quais se prevê a produção de milho, massango, massambala, feijão, soja, alho, cebola e frutas, com o envolvimento de mais de 450 famílias camponesas.

Fonte: JA/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: