Angola e EUA analisam cooperação

0
MANUEL AUGUSTO, MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, reuniu-se esta terça-feira, em Washington (EUA) com o conselheiro para as questões de segurança da Casa Branca, Robert Charles O’Brien Jr., com quem abordou assuntos relacionados com a cooperação entre os dois países.
Em nota de imprensa, o Ministério das Relações Exteriores refere que durante o encontro o chefe da diplomacia angolana transmitiu informações sobre as reformas políticas, diplomáticas, económicas e sociais em curso no país, neste mandato do Presidente João Lourenço.
No encontro, com duração de cerca de uma hora, os dois interlocutores centraram a sua abordagem em assuntos ligados à cooperação nos domínios político-diplomático, defesa e segurança, economia, finanças, banca, petróleo e gás, mineração, agricultura, pescas, bem como sobre a situação no Golfo da Guiné e na Região Grandes Lagos.
O papel de Angola no acompanhamento da situação entre o Uganda e o Rwanda mereceu, igualmente, destaque durante o encontro.
O ministro Manuel Augusto apontou o investimento nas pequenas e médias empresas como sectores que podem ser aproveitados pelos Estados Unidos, para além do petróleo, no âmbito da diversificação da economia angolana.
Na ocasião, Robert O’Brien, Jr., destacou a liderança de Angola na pacificação da Região dos Grandes Lagos.
Durante a sua estada em Washington, D.C., o governante angolano encontrou-se, igualmente, com o Enviado Especial dos EUA para a Região dos Grandes Lagos e Vice-Presidente do Conselho Atlântico, John Peter Pham.
Manuel Augusto chefiou a delegação angolana que, na capital dos EUA, homenageou os primeiros 20 negros de origem angolana chegados aos EUA, há 400 anos, na sequência do comércio transatlântico de escravos.
Reza a História que os 20 africanos originários do actual território de Angola chegaram aos Estados Unidos, em Agosto de 1619.

Fonte: Angop/AF

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: