Angola deve assumir o agronegócio – especialista português

0

A necessidade de Angola assumir um papel relevante no agronegócio foi defendida pelo presidente da Sociedade Gestora dos Mercados Abastecedor de Português ( SGMAP), Rui Figueiredo.

Na sua óptica, os desafios de Angola devem estar virados para o aumento da produção interna, e criar as condições para uma cadeia de abastecimento e fomentar o comércio internacional.
Convidado para transmitir a experiência de Portugal na Feira de Negócios de Luanda, disse à Angop que o agronegócio é a plataformas do futuro e tem níveis de crescimento econômico substancial.
” A nossa sociedade tem uma experiência de 25 anos, criamos e construímos variadíssimos mercados abastecedores de quarta geração, plataformas logísticas agroalimentares e mercados retalhistas”, sublinhou.
Na sua opinião Angola não é diferente dos outros países, apesar da crise financeira e econômico, deve diversificar a economia e voltar a ter uma cadeia de abastecimento relevante.
A primeira edição da Feira de Negócios e o Fórum Empresarial dos Municípios, com objectivo de melhorar o ambiente de negócio, teve início na quarta-feira no Mercado Abastecedor do Benfica, em Luanda.
O evento é uma promoção conjunta do Ministério do Comércio e do Governo Provincial de Luanda (GPL)  com o objectivo de criar melhores condições de negócios e impulsionar as relações entre os municípios.
Com o termino previsto para domingo, participam na Feira 150 expositores distribuídos em dois pavilhões e em áreas abertas.
A variedade de produtos agrícolas e de pesca artesanal constitui a principal atracção da Feira de Negócios dos Municípios de Luanda.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: