Angola Cables apresenta partilha de espectro do Cabo Monet

0

A operadora de cabos submarinos Angola Cables vai proporcionar aos seus clientes maior escolha com cabos privados virtuais nos próximos dias – anuncia a instituição.

 

No comunicado, salienta-se que esta infraestrutura tecnológica de telecomunicações vai agregar aos clientes quantidades customizadas de dados por meio do Geomesh Extreme Spectrum Sharing Capability da Ciena.

Com isto, lê-se no documento, a empresa pode, de forma confiável e segura, disponibilizar pares de fibra virtual altamente diferenciados – partes dedicadas e actualizadas do espectro óptico total – para os usuários finais por meio de um par de fibra física partilhada.

Deste modo, os clientes poderão aceder à capacidade de partilha de espectro da Angola Cables por meio do cabo Monet, já em operação entre Boca Raton na Flórida, São Paulo e Fortaleza no Brasil.

“Com a avançada capacidade de Compartilhamento de Espectro da Ciena, podemos expandir o nosso alcance global e oferecer um serviço diferenciado aos nossos clientes, através de pares de fibra virtuais, proporcionando maior flexibilidade e escolha para melhor se alinhar à crescente procura do mercado por conectividade submarina” – explica-se na nota.

Operadoras inovadoras de cabo submarinos como a Angola Cables estão atentas às novas formas de obter o máximo de seus activos, para continuar a disponibilizar ao mercado serviços diferenciados. Na Ciena, a nova visão apelidada de “Adaptive Network” conduz os esforços de provedores de redes submarinas para ajudar os clientes com as crescentes demandas por capacidade – de acordo com o documento.

Este instrumento permitirá alavancar infra-estrutura programável e o controle de software para escala, auto configuração e optimização, fazendo com que as redes submarinas possam se adaptar às mudanças em ambientes de rede e responder de acordo”.

Em 2017, a Angola Cables seleccionou as soluções e serviços GeoMesh Extreme com Wave Logic Ai e o Blue Planet da Ciena para apoiar o lançamento dos serviços do cabo Monet.

A rota de 10.556 quilómetros actualmente fornece mais de 25 Terabytes por segundo (TB/s) de tráfego na rede da Angola Cables entre os EUA e o principal centro de negócios da América Latina, em São Paulo.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: