Angola atenua coeficientes da perda da biodiversidade e desflorestação

0

Angola procura atenuar os coeficientes da perda da biodiversidade e a desflorestação, reforçando o combate à caça furtiva e à degradação dos habitats naturais, afirmou, neste sábado, o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Furtunato.

Ao falar na abertura do workshop sobre a Convenção sobre a Diversidade Biológica, em alusão ao 22 de Maio, Dia Internacional da Biodiversidade, o dirigente afirmou que para atenuar esses efeitos, o governo incentiva, de várias formas, as comunidades a reutilizarem a biodiversidade de maneira, divulgando informações sobre a conservação, restauração e importância da preservação da diversidade biológica.

Explicou que cerca de um milhão de espécies animais e plantas estão ameaçadas de extinção, de acordo com o relatório de avaliação global 2019 sobre a diversidade e serviços ecossistémicos.

“Estamos certos de que a biodiversidade é a base para um futuro equilibrado e temos consciência de que a qualidade da água que bebemos, os alimentos que consumimos e o ar que respiramos dependem do equilíbrio de uma natureza saudável “, disse.

Conforme o ministro, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou o período 2021/2030 como o da restauração dos ecossistemas, tendo como objectivo aumentar massivamente a recomposição da biodiversidade degradada e destruída.

Esta medida serve para combater a crise climática e aumentar a segurança alimentar, o abastecimento de água e s conservação da biodiversidade.

“(…) A pandemia da Covid-19 apresenta um desafio sem precedentes para o mundo, inibindo vários projectos de sustentabilidade ambiental”, frisou.

Neste contexto especial, adiantou, torna -se urgente empreender soluções imediatas e multilaterais para fortalecer a conservação do planeta e promover a recuperação pós-pandemia.

Na visão do governante, é urgente mobilizar acções globais e abordar as causas profundas da perda da biodiversidade, melhorando a sua constante conservação.

“Sabemos que a saúde dos ecossistemas deteriora-se mais rapidamente do que nunca, afectando as bases das nossas economias, da segurança alimentar, saúde e qualidade de vida”, reforçou.

O Dia Internacional da Biodiversidade data foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa consciencilizar a população mundial sobre a importância da diversidade biológica, além da necessidade da protecção da biodiversidade em todos os ecossistemas do planeta.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: