Alunos afluem às aulas no primeiro dia de aulas em Moçâmedes

0

Segundo constatação feita pela Angop nas escolas desta circunscrição, existe maior concentração de estudantes nas escolas 4 de Fevereiro, Pioneiro Zeca, 56, 1 de Junho,  11 de Novembro, Gabriel Kwanhama, Saidy Mingas e nos institutos médios Patrice Lumumba e Welvitchia Mirabilis.
Entretanto, alguns professores lamentaram o facto de pais e encarregados de educação não terem acompanhado os seus educandos neste primeiro dia para conhecerem as salas de aulas e os respectivos docentes.
No Namibe, o sector da educação matriculou mais de 130 mil alunos e conta com um universo de cinco mil docentes.
A província conta com mais de 120 escolas.
Situação semelhante registou-se na cidade de Saurimo, província da Lunda Sul, onde alunos e professores afluíram às escolas ansiosos em aprender a lição, receber horários e conhecer os colegas.
Nas ruas desta cidade as batas brancas voltaram a destacar-se, enquanto o trânsito automóvel registou algum congestionamento.
O aluno Paulino Txifunga disse que proferiu ir à escola no primeiro dia de aulas porque não queria perder a primeira lição, avançando que para as provas dos professores importa muito esta aula.
A encarregada de educação Marcelina Curita (encarregada de educação) disse que acompanhou o seu filho à escola para certificar o número na lista e a sala de aulas onde vai estudar, bem como dar força e coragem nesta missão.
Por seu turno, o director do gabinete provincial da educação, Perfeito Candondolo, mostrou-se satisfeito pela adesão nas aulas por parte de alunos e professores no primeiro dia de aulas, garantindo que foi feita uma ronda inspectiva e nada tem a ressaltar sobre ausência destes.
Em Saurimo foram matriculados 248 mil alunos, em 362 escolas, perfazendo mil e 681 salas de aula da iniciação ao ensino secundário do II ciclo, assegurados por quatro mil 121 professores.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: