Air Namíbia corta ligação com Luanda após 28 anos

0

Depois de 28 anos a voar para a capital angolana, a companhia aérea da Namíbia cessa, hoje (domingo – dia 9), as suas operações para Luanda, por tempo indeterminado, sob alegações de Angola tornar-se num mercado economicamente inviável.

“Esta rota está a provocar perda de montantes elevados, pelo declínio da procura, daí a necessidade de suspendê-la por estar insustentável e não haver perspectivas de uma mudança razoável da situação num futuro próximo”, justifica Xavier Masule, director em exercício da companhia.

Antes, em Junho e Outubro de 2019, a Air Namíbia havia suspendido os voos para Luanda divido a dificuldades financeiras que a impossibilitaram de cumprir com os compromissos assumidos com as oficinas da SAA, onde é feita a manutenção dos seus aviões para manter todas as rotas.

A propósito, o economista angolano Gilberto Segunda considera a suspensão, pela Air Namíbia, dos voos entre Windhoek e Luanda, oportunidade sublime para a TAAG impor-se nessa rota regional da África Austral, por via a absolver os clientes da congénere namibiana e poder aumentar os lucros.

A rota Windhoek/Luanda foi, segundo dados da companhia estatal namibiana, a mais rentável pelo menos entre 2000 a 2015, tendo a realidade se alterado radicalmente, pelo que a empresa se viu obrigada a suspender a ligação entre os dois países.

A companhia iniciou a operar para a capital angolana, com dois voos semanais, em 1992, pouco depois da independência deste país a 20 de Março de 1990, do controlo da África do Sul. Em 2014 e 2015, período áureo das operações, aumentou para sete as frequências a Luanda.

Esta operadora aeronáutica namibiana está a atravessar uma grave crise financeira, colocando em risco a manutenção da sua actividade, que está em análise pelo Governo local. E, em função da cessação das viagens para Angola, a TAAG assume a transportação dos seus passageiros.

Fonte: Angop/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: