5 chaves para se ajustar a um fluxo de trabalho remoto de vídeo digital

0

 

As políticas de distanciamento físico e restrições de viagens para limitar a disseminação da COVID-19 forçaram as organizações de notícias — e o mundo — a encontrar novas maneiras de funcionar. Quase da noite para o dia, tivemos que encontrar uma nova maneira de operar que não girasse em torno das redações físicas.

“Seja como a água” significa que você se adapta para acompanhar as mudanças significativas ao nosso redor e se ajusta constantemente às situações que enfrenta. Como podemos fluir efetivamente durante esses tempos voláteis de COVID-19? Aqui estão as cinco lições que tirei ao liderar minha redação na AJ+. Nesse momento de crise, temos uma grande oportunidade de traçar um caminho proativo para o nosso setor. Acredito que as redações que sobreviverão e prosperarão no mundo pós-COVID-19 serão as redações que embarcam nessa mudança.

É um ótimo momento para explorar novos tipos de produtos editoriais e iniciativas de engajamento do público. Pense fora da caixa. O que você pode fazer de diferente? No meu caso, fizemos o seguinte:

  • Experimentamos com transmissões ao vivo no Facebook e Instagram. Para lives no Facebook usamos Be.Live, Zoom, Crowdcast, OBS Studio e Wirecast.
  • Ajustamos a dinâmica com colaboradores freelancers. O jornalista de vídeo agora é o sujeito-chave e conta a história do ponto de vista dele.
  • Exploramos diferentes formatos visuais, como carrosséis de imagens no Instagram, para uma exibição mais rápida. Durante a pandemia, temos sido extremamente cuidadosos ao verificar nossas matérias, além de conseguir acesso a fontes originais. Além disso, é um ótimo momento para desenvolver e refinar ainda mais os fluxos de trabalho, processos e estruturas distribuídos que apoiam reportagens sólidas e produção de vídeo. Aqui estão algumas ferramentas para verificar e desmascarar vídeos:
  • Como você equilibra a cobertura da COVID-19 com o conteúdo que não é sobre o coronavírus? Defina uma certa porcentagem semanal do conteúdo de COVID-19 para publicação.
  • Quando toda a mídia está reportando sobre o mesmo assunto. Como você se destaca da multidão? Saiba quem você é e identifique seus pontos de vista distintos e pontos fortes como organização de mídia. Embora algumas organizações possam retornar aos espaços físicos de trabalho quando a COVID-19 terminar, as infraestruturas digitais implantadas agora devem ser cultivadas e desenvolvidas para funcionar ao lado dos espaços físicos. Ao fazer isso, podemos capitalizar o que torna o trabalho distribuído eficaz: os benefícios da sustentabilidade, a maior diversidade e acessibilidade de nossas redações, novas oportunidades de engajamento e maior flexibilidade. Para mim, tem sido fundamental definir cuidadosamente estratégias sobre as tecnologias e as ferramentas digitais que usamos. É um processo contínuo e ainda estamos trabalhando duro para incutir uma cultura organizacional online nesses espaços digitais.

Aqui estão minhas conclusões da minha experiência com uma redação distribuída:

  • Documente tudo: fluxos de trabalho, decisões, listas de tarefas, etc.
  • Tente ter o máximo de comunicação possível online. Quando tudo é compartilhado e público, permite que novas pessoas se atualizem rapidamente.
  • Faça com que os encontros face-a-face sejam produtivos
  • Instale uma cultura de responsabilidade, com atualizações diárias.

Cobrir COVID-19 o dia todo, todos os dias, é incrivelmente estressante. Seja compreensivo. Reconhecer o trabalho árduo da sua equipe com um sincero “obrigado” pode ser a coisa mais importante que você pode fazer para levantar o moral deles. Lembre-se de ser compreensivo consigo mesmo também. Se você trabalha para uma organização de notícias maior, pode ser difícil falar com todos da sua equipe, mas certifique-se de que sua equipe não vai cobrir a pandemia todos os dias. Considere videoconferências sociais, como hangouts semanais, para socializar e conversar sobre qualquer coisa que não esteja relacionada ao trabalho. Construa a confiança de maneira remota. 

Fonte: https://ijnet.org/pt-br/story/seja-comagua-5-chaves-para-se-ajustar-um-fluxo-de-trabalho-remoto-de–digital

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: