190 postos de iluminação pública na Centralidade do Kilamba são recuperados

0

A Administração da Centralidade do Kilamba, município de Belas, em Luanda, prevê gastar trezentos e cinquenta milhões de kwanzas para a reposição de 190 postos de iluminação pública, semáforos e postos de seccionamento derrubados por automobilistas em acidentes de viação, soube o Jornal de Angola de fonte da instituição.

Até ao momento, segundo documento da Administração da Centralidade do Kilamba, em posse do Jornal de Angola, já foram gastos quinze milhões, trezentos e quarenta e cinco mil e seiscentos e setenta e cinco mil kwanzas. Na Centralidade do Kilamba, segundo a fonte, foram derrubados 190 postes de iluminação e dezenas de semáforos, devido a acidentes de viação e são poucos os cidadãos que se responsabilizam pelos danos causados. 

De acordo com a fonte, muitas vezes, após o acidente de viação, os indivíduos envolvidos na sinistralidade colocam-se em fuga, levando a Administração da Centralidade a assumir por inteiro as despesas de reposição. A empresa Electro Kalabo, que trabalha no sistema de manutenção preventiva, desde Novembro do ano passado, contratada pela Administração da Centralidade do Kilamba, já recuperou cinco postes de transformação, 20 semáforos e 99 postes de iluminação pública.

O responsável da Electro Kalabo, Roberto de Sá, que falou ao Jornal de Angola, afirmou que os danos mais preocupantes nas infra-estruturas eléctricas são os causados nos postes de seccionamento (PS), de transformação (PT), cabos eléctricos e candeeiros de iluminação pública. O técnico adiantou que já foi resposta a iluminação pública em quase todos as ruas principais do Kilamba, com destaque para as avenidas Pedro de Castro Van-Dúnem “Loy”, Amílcar Cabral, Imperial Santana, Comandante Jika, Neves Bendinha, Oliver Tambu e 4 de Abril.

Roberto de Sá explicou que para a empreitada no Kilamba, a equipa tem destacados sete técnicos, sendo dois para a rede de média tensão, para garantir a manutenção dos PT, e cinco de baixa tensão, para reparar a iluminação pública e parques de estacionamento. Segundo Roberto de Sá, na urbanização do KK 5000 já foi resposta a iluminação em todas as ruas e parques de estacionamento, excepto a principal que liga as bombas da Pumangol, “que dentro de alguns dias estará iluminada”.

O técnico garantiu que a duração dos trabalhos de manutenção na centralidade vai durar entre seis e oito meses, caso não haja outras avarias causadas por oscilações no sistema eléctrico ou interrupções fruto de actos de vandalismo. “Alguns trabalhos até aqui efectuados foram duplamente executados, o que estrangula o nosso plano de acção,” concluiu.

JA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: